terça-feira, 31 de maio de 2011

FOI

“FOI – uma peça aos pedaços” expõe o homem como um ser delicado e inconstante, desorganizando-se por dentro, atrapalhando-se com os próprios sentimentos, tentando se adequar à estrutura concreta e objetiva da vida social. Convivendo, buscando ser aceito, sofrendo e se desapegando.

A peça, com texto e direção de Rafael Martins, é dividida em quatro pedaços distintos, nos quais  Jadeilson Feitosa transita por personagens diferentes, sempre envolvidos em situações de rompimento. A palavra escolhida como título remete ao passado do verbo “ir” e também do verbo “ser”. O que já não está mais onde esteve um dia. O que já não é mais aquilo de antes. Ou, simplesmente, como diz a expressão popular: foi.


FOI - uma peça aos pedaços (por Sol Coêlho)
"Coisas que a gente deseja e abraça
Logo serão o que a gente recusa
Fogo de palha..., ardente fumaça
Solta no vento de forma confusa"



Todas as quartas e quintas de junho, às 20h, na Torre Quixadá
Endereço: Av. Barão de Studart, 2360 /Fortaleza - CE
Informações:  (85) 8654.1234/  (85) 8801.7226
 Aguardamos você lá. Capacidade 30 pessoas.


Twitter: @ciavao
Facebook: Companhia Vão
Youtube: companhiavao
Blogger: companhiavaodeteatro.blogspot.com

Siga a @ciavao  no twitter, dê RT e concorra a cortesias para a estreia de FOI - Uma peça ao pedaços de @rafaelautor http://migre.me/4BBpN

Fotógrafo Tiago Santana retrata sertão em novo trabalho

O homem, a terra. O homem que se confunde com a terra. Pode parecer banal, mas também se transformar em poesia se este tema é narrado pelas fotografias de Tiago Santana. Contador do Nordeste, Santana, desde que se iniciou na fotografia no final dos anos 1980, relata a vida dos romeiros, dos habitantes do sertão, da terra onde nasceu e se criou, à exemplo de grandes escritores como Graciliano Ramos. E é esta a história que lhe interessa. Não como uma reportagem jornalística, mas como uma possibilidade de ampliar o imaginário.
Inscrito na mais tradicional escola de documentarismo que caracteriza de alguma forma a fotografia cearense, Santana é o segundo autor brasileiro (o primeiro foi o Sebastião Salgado) a ser inserido na famosa coleção de livros de fotografia francesa PhotoPoche, criada em 1982 no Centre Nationale de la Photographie, pelo Editor Robert Delpire, e um dos projetos editoriais em fotografia mais difundidos do mundo, com mais de 150 livros, publicados em 3 coleções (História, Notas e Sociedade). Seu livro "Sertão" (Actes Sud, 12,80 euros) acaba de ser lançado em Paris.
O encontro entre autor e editor aconteceu em julho de 2007. "Ele conhecia meus livros Benditos e Chão de Graciliano e me disse que gostava muito da minha forma de fotografar", conta Santana por e-mail. "Para minha surpresa me fez o convite para entrar na Coleção Photo Poche, com meu trabalho sobre o sertão."
Quatro anos depois, com o número 17 da coleção Société, Tiago Santana nos apresenta um belíssimo ensaio sobre o sertão nordestino. A força de suas imagens também chamou a atenção do escritor cubano residente na França Eduardo Manet, que escreve o prefácio do livro: "Cada fotografia de Tiago Santana nos coloca frente a um enigma. Melhor: frente a enigmas fascinantes".
Santana nasceu no Crato, em 1966. Começou a trabalhar como fotojornalista e fotografo documentarista em 1989 e, desde então, publicou obras importantes, como "Benditos" (2000), "Brasil sem Fronteiras" (2003) "O Chão de Graciliano" (2006) e "O Sertão Dentro de Mim" (2010). Em 1994, fundou a editora Tempo de Imagem.
Num mundo cheio de redundâncias, de imagens que se plagiam a si mesmas e que aos poucos vão perdendo sua característica de linguagem e, portanto, de comunicação, a fotografia de Tiago ainda é capaz de surpreender, de nos tocar. "Procuro encontrar uma forma de contar histórias com sutileza, estranheza, mistério. Busco na singularidade daquelas pessoas, em seus lugares, olhares e paisagens que me inquietam e me impulsionam a fotografar, como se quisesse não só desvelar algo, mas também criar". O sertão de Santana não é exótico. É um olhar diferenciado de quem habita a região, mas que ao mesmo tempo também procura entendê-la e recriá-la. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Cinema com Rapadura

Cinema no teatro
MAIS TRADICIONAL FESTIVAL DE CINEMA DO ESTADO SERÁ REALIZADO EM JUNHO, DESTA VEZ NO THEATRO JOSÉ DE ALENCAR
O ano de 1991 foi marcante para os cinéfilos de Fortaleza. A Vídeo Mostra Fortaleza surgiu no panorama cultural da cidade com o objetivo de exibir obras de cineastas locais. Quatro anos depois, já era uma mostra nacional e logo adotou o nome Cine Ceará - Festival Nacional de Cinema e Vídeo. Mais conhecido hoje como Cine Ceará - Festival Ibero-americano de Cinema, a 21ª edição do tradicional festival terá a temática Religião e Religiosidade de 8 a 17 de junho.

Realizado nos últimos anos no Cine São Luiz, o palco muda para o Theatro José de Alencar. Em entrevista ao Cinema com Rapadura, o diretor do Cine Ceará, Wolney Oliveira, apontou as vantagens do novo local. "É acusticamente melhor, teve todo o sistema de condicionador de ar renovado, possui um centro de convivência por meio dos jardins de Burle Marx, oferecendo mais segurança por estar inserido dentro do Theatro e ainda comporta no mínimo 800 pessoas", contou.

O evento levará ao público cearense mais de 100 produções de cinema e vídeo brasileiras e ibero-americanas, promovendo o intercâmbio entre profissionais de audiovisual e abrindo espaço aos novos talentos da área. O Cine Ceará promove durante sua programação as Mostras Competitivas de Curta e Longa metragem e ainda seminários, oficinas e mostras especiais, além de homenagear profissionais e personalidades de renome nacional e internacional na área do audiovisual.

A lista de longas-metragens selecionados para Mostra Competitiva é composta por nove produções, todas inéditas no Brasil, sendo três nacionais: "O Coro", de Werner Schumann, escolhido como filme de abertura do festival; e dois filmes cearenses, "Homens com Cheiro de Flor", de Joe Pimentel; e "Mãe e Filha", de Petrus Cariry. Já a Mostra Competitiva de Curta Metragem, com produções nacionais, contará com 12 concorrentes.

"Ainda será feita uma exibição hors concours de ´Os Últimos Cangaceiros´, meu terceiro longa metragem que marca sua estreia mundial no 21º Cine Ceará", completou Wolney sobre a programação do Cine Ceará, que terá também a Mostra Estela Bravo, um dos grandes nomes do documentário internacional, que irá lançar seu último média-metragem "Operação Peter Pan: Fechando o círculo em Cuba".

Outra novidade é que a programação terá entrada gratuita em Fortaleza, entre os dias 9 a 14 de junho (os dias 8 e 17 serão abertos apenas para convidados), o que facilita o acesso ao evento. Wolney lembra que a doação de alimentos ainda é preocupação do festival. "A Associação Cultural Cine Ceará irá adquirir uma quantidade de alimentos e doar às entidades que receberam os donativos nas edições anteriores".

O Festival acontece pela primeira vez em duas sedes, homenageando os 100 anos de emancipação política de Juazeiro do Norte, conquistada por meio do trabalho social, religioso e político realizado pelo Padre Cícero na região do Cariri. Em Juazeiro, o Festival será realizado nos dias 9 a 16 de junho, no Memorial Padre Cícero e no Centro Cultural Banco do Nordeste - Cariri, com uma parte da programação de Fortaleza. Para mais informações, basta acessar o site do evento: http://www.cineceara2011.com/.
O criador
O cineasta cearense Wolney Oliveira é graduado em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará e especializado em Cinema e Televisão na Escola Internacional de Cinema e Televisão, em Cuba. Hoje, atua como diretor da Casa Amarela Eusélio Oliveira, da UFC, e é o diretor executivo do festival Cine Ceará. Com vários prêmios e produções em sua carreira, estreou seu primeiro longa de ficção no 17º Cine Ceará, "A Ilha da morte", uma coprodução entre Brasil, Cuba e Espanha. Em exibição hors concours, Wolney apresentará "Os Últimos Cangaceiros", seu primeiro documentário em longa metragem sobre o cangaço.

Em Jeri
A 2ª edição do Festival de Jericoacoara - Cinema Digital está confirmada entre os dias 15 e 21 de junho. O evento reunirá 50 filmes independentes brasileiros, de até 15 minutos de duração, produzidos com tecnologia digital, e selecionados em meio a 218 obras.

Em Canoa
Outra praia em que o cinema será foco é Canoa Quebrada. Terminam hoje as inscrições para o Curta Canoa, agendado para os dias 10 a 17 de setembro. Podem se inscrever filmes e vídeos com duração máxima de 20 minutos, concluídos no ano de 2009.

Exibição
Nesta quarta (dia 1º) serão exibidas sessões gratuitas do filme cearense "O Auto da Camisinha", no Centro Cultural de Horizonte. Após as exibições, terá debate com o diretor do filme, Clébio Viriato, e um dos protagonistas, o ator Carri Costa.

Anima Mundi
Entre 1.500 inscrições nacionais e internacionais, o curta de animação "Pin & Guin", produzido pelos alunos do projeto Cine Coelce, foi selecionado para o festival mundial de filmes de animação Anima Mundi. O projeto oferece a o contato oficinas de cinema.


Panelada, serão produzidos outros "Piratas do Caribe"?
(Letícia Monteiro - São Paulo/SP)
Letícia, depois do sucesso da trilogia e da receptividade do público com o quarto filme recém lançado, a Disney já confirmou que mais dois longas serão produzidos. Aliás, parece que o roteiro de "Piratas do Caribe 5" já está pronto, mas a Disney terá que esperar um espaço na agenda de Johnny Depp.
 
Publicado originalmente: http://monologandoaqui.blogspot.com/2011/05/cinema-com-rapadura.html

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro




DIA 31 DE MAIO ÀS 21, acontece:
O Grande Prêmio Cinema Brasil é uma premiação instituída em 2000 pelo Ministério da Cultura com a finalidade de homenagear os filmes que mais se destacaram no ano anterior.
É considerado o Oscar brasileiro. Inicialmente foi batizado de Prêmio Grande Othelo, homenagem cancelada depois que a família do ator discordou de pontos relacionados à utilização de seu nome e imagem.
As categorias contempladas são Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Roteiro, Melhor Trilha Sonora, Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Documentário, Melhor Edição, Melhor Fotografia, Melhor Lançamento, Melhor Vídeo e Melhor Curta-metragem.
Os organizadores do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro divulgaram na segunda-feira (11) a lista dos indicados da 10ª edição do evento. Os ganhadores serão conhecidos na cerimônia de entrega, dia 31 de maio, no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro.
O destaque ficou por conta de "Tropa de elite 2", que sai como favorito, com indicações na maioria das categorias. Na principal, a de melhor longa-metragem, o filme de José Padilha compete com "Chico Xavier", "As melhores coisas do mundo", "Olhos azuis", "5x favela - Agora por nós mesmos" e "Viajo porque preciso, volto porque te amo".
Na disputa de atores, concorrem Wagner Moura, protagonista de "Tropa 2", Paulo José, por "Quincas Berro D'Água", Marco Nanini, por "O bem amado", Chico Diaz, por "O sol do meio-dia", Ângelo Antonio e Nelson Xavier, ambos por "Chico Xavier".
Já entre as atrizes indicadas estão Alice Braga, por "Cabeça a prêmio", Christiane Torloni, por "Chico Xavier", Ingrid Guimarães, por "De pernas pro ar", Glória Pires, por "Lula, o filho do Brasil", e Marieta Severo, por "Quincas Berro d'Água".
Os candidatos receberão votos de integrantes da Academia Brasileira de Cinema, que reúne atores, atrizes, produtores, diretores e técnicos, presidida pelo cineasta Roberto Farias. O público também pode participar da votação por meio do site da academia.
A 10ª edição da premiação ainda vai homenagear o casal de produtores Luiz Carlos Barreto e Lucy Barreto.
Confira abaixo a lista dos indicados ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro.
Melhor longa-metragem:
- "5x Favela - Agora por nós mesmos"
- "Chico Xavier"
- "As melhores coisas do mundo"
- "Olhos azuis"
- "Tropa de elite 2"
- "Viajo porque preciso, volto porque te amo"
Melhor documentário:
- "Dzi Croquettes"
- "O homem que engarrafava nuvens"
- "José e Pilar"
- "Noite em 67"
- "Rita Cadillac - A lady do povo"
Melhor direção:
- Daniel Filho - "Chico Xavier"
- José Joffily - "Olhos azuis"
- José Padilha - "Tropa de elite 2"
- Karin Ainouz e Marcelo Gomes - "Viajo porque preciso, volto porque te amo"
- Laís Bodanzky - "As melhores coisas do mundo"
Melhor atriz:
- Alice Braga - "Cabeça a prêmio"
- Christiane Torloni - "Chico Xavier"
- Ingrid Guimarães - "De pernas pro ar"
- Glória Pires - "Lula, o filho do Brasil"
- Marieta Severo - "Quincas Berro d'Água"
Melhor ator:
- Ângelo Antonio - "Chico Xavier"
- Chico Diaz - "O sol do meio-dia"
- Marco Nanini - "O bem amado"
-  Nelson Xavier - "Chico Xavier"
- Paulo José - "Quincas Berro D'Água"
- Wagner Moura - "Tropa de elite 2"
Melhor atriz coadjuvante:
- Cássia Kiss - "Chico Xavier"
- Denise Fraga - "As melhores coisas do mundo"
- Elke Maravilha - "A suprema felicidade"
- Leandra Leal - "Insolação"
- Roberta Rodrigues - "5x favela - Agora por nós mesmos"
- Tainá Muller - "Tropa de elite 2"
Melhor ator coadjuvante:
- André Mattos - "Tropa de elite 2"
- André Ramiro - "Tropa de elite 2"
- Caio Blat - "As melhores coisas do mundo"
- Cassio Gabus Mendes - "Chico Xavier"
- Hugo Carvana - "5x favela - Agora por nós mesmos"
- Irandhir Santos - "Tropa de elite 2"
Melhor roteiro original:
- Braulio Mantovani e José Padilha - "Tropa de elite 2"
- Bruno Mazzeo, João Avelino e Rosana Ferrão - "Muita calma nessa hora"
- José Antonio da Silva e outros - "5x favela - Agora por nós mesmos"
- Karim Ainouz e Marcelo Gomes - "Viajo porque preciso, volto porque te amo"
- Luiz Bolognesi - "As melhores coisas do mundo"
- Marcelo Saback e Paulo Cursino - "De pernas pro ar"
- Melanie Dimantas e Paulo Halm - "Olhos azuis"

Melhor roteiro adaptado:
- Adriana Falcão, Bernardo Guilherme e outros - "Eu e meu guarda-chuva"
- Claudio Paiva e Guel Arraes - "O bem amado"
- Esmir Filho e Ismael Caneppelle - "Os famosos e os duendes da morte"
- Marcos Bernstein - "Chico Xavier"
- Sérgio Machado - "Quincas Berro D'água"

Melhor curta-metragem de ficção:
- "Alguém tem que honrar esta derrota"
- "Avós"
- "Eu não quero voltar sozinho"
- "Ensaio de cinema"
- "Recife frio"
Melhor curta-metragem documentário:
- "Ave Maria ou mãe dos sertanejos"
- "Dois mundos"
- "Faço de mim o que quero"
- "Geral"
- "Urbe"
Melhor curta-metragem de animação:
- "Anjos do meio da praça"
- "Bonequinha do papai"
- "Eu queria ser um monstro"
- Menina da chuva"
- "Tempestade"
Melhor longa-metragem estrangeiro:
- "A fita branca" (Alemanha), de Michael Haneke
- "A origem" (EUA), de Christopher Nolan
- "O pequeno Nicolau" (França), de Laurent Tirard
- "A rede social" (EUA), de David Fincher
- "O segredo dos teus olhos" (Argentina / Espanha), de Juan José Campanella.

Fazer uma coisa para a Diversidade e Inclusão

“Nenhum homem é uma ilha, completo em si próprio; cada ser humano é uma parte do continente, uma parte de um todo.” (John Donne).
Por ocasião do Dia Mundial das Nações Unidas para a Diversidade Cultural, o UNAOC e a UNESCO estão lançando uma campanha mundial para criar um movimento de pessoas que defendem a diversidade. A campanha convida as pessoas a tomar uma ação relevante para suas vidas, que promove a diversidade e a inclusão de vivenciar uma outra cultura através da comida, cinema, ou museus, para aprender sobre outras culturas ou países, ou dedicar algum tempo para serem voluntários para essa causa.
A campanha “Faça uma coisa para a Diversidade e Inclusão”, irá funcionar através de uma página do Facebook, servindo como uma plataforma para pessoas ao redor do mundo compartilhar suas experiências através de mensagens e vídeos. A campanha já ganhou o apoio e a participação de várias grandes empresas do Vale do Silício, incluindo Yahoo, Cisco, Intuit, True Blue Inclusão, McAfee e Yahoo, entre outros. De conselhos  e grupos de recursos dedicados a diversidade  à formação inter-cultural, essas empresas visam mobilizar seus empregados para criar um movimento mundial que, a cada ano vai celebrar a diversidade.
“Maior envolvimento pessoal e responsabilidade para o futuro devolver o poder ao povo. Tome uma atitude positiva para mudar o mundo para melhor. Junte-se a nós na celebração do Dia Mundial da Diversidade Cultural e transforme-a em ativismo cotidiano “, disse o Presidente Jorge Sampaio, Alto Representante para a UNAOC.
“As novas tecnologias mudaram a nossa forma de comunicar e de conhecer uns aos outros”, disse a Diretora Geral da UNESCO Irina Bokova. “Mas, ao mesmo tempo, ainda temos que aprender a aproveitar ao máximo a diversidade das nossas sociedades, usando todos os meios ao nosso dispor, desde a educação para as artes, incluindo as novas ferramentas e redes sociais – especialmente para os jovens pessoas, que impulsionam a mudança hoje. “
“A Intuit tem a honra de colaborar com as Nações Unidas em apoio ao Dia Mundial da Diversidade Cultural e inspirar os outros através de nossas ações”, disse Brad Smith, presidente e CEO da Intuit. “Estamos empenhados em nutrir a inclusão de uma força de trabalho mais engajado, de colaboração que nos conecta com nossos diversos clientes e mercados de combustíveis e os nossos negócios globais”.
Juntamente com os parceiros das empresas, centenas de ONGs e fundações também estão aderindo à campanha de apoio da opinião pública mundial para a diversidade cultural e inclusão social, que traz viva os valores consagrados na Declaração Universal da UNESCO sobre a Diversidade Cultural. Esta iniciativa culminará na ocasião da Aliança das Civilizações Quarto Fórum Anual em Doha, no Catar, em dezembro 11-13, 2011.

Regras do video-chat


REGRAS BÁSICAS DO VIDEO-CHAT COMUNIDADE POLICULT


- Nossa filosofia se baseia no fato de que todos somos uma "família" de amigos, incluindo os que entram pela primeira vez. Para manter um ambiente agradável de amizade, bem-estar e cooperação entre todos os que aqui frequentam, as seguintes regras foram elaboradas; favor lê-las atentamente e não violar nenhuma delas:



1) Ofensas de cunho pessoal são TERMINANTEMENTE proibidas. É exigido e cobrado respeito entre todos os que aqui frequentam, salvo se as duas partes, tanto a que "ofende" quanto a "ofendida", estejam plenamente cientes de que é uma brincadeira e não propriamente uma ofensa. Ainda assim, recomenda-se cautela.

2)Nunca, sob hipótese alguma, mandar links que contenham material erótico/pornográfico, pois este é um Chat aberto a pessoas de todas as idades. A presença de menores de 18 anos deve ser sempre considerada.

3)  Favor não fazer "flood", pois é algo muito irritante, especialmente quando o Chat está mais cheio pois fica muito difícil de acompanhar o mesmo. Não mandar uma sessão de risadas ou emoticons sem sentido, repetição de links ou frases.

4)  Proibido Barracos, brigas ou discussões. Problemas devem ser resolvidos com a pessoa em particular e não na frente de todo mundo. Ser uma presença desagradável para o Chat no geral pode sim ser um motivo válido para expulsão ou banimento. Em último caso, saia por uns instantes e escute um pouco de Enya para se acalmar! ;)

5)  Não falar mal do Chat no próprio Chat. Se você não está gostando de alguma coisa, envie mensagem privada a um moderador, ao invés de ficar esculachando o Chat na frente de todo mundo. Isto não leva a nada. Já uma discussão sadia sobre algo que você não gostou, isto sim pode levar a alguma coisa mais útil.

O “owner” reserva-se o direito de nomear moderadores e suspender ou banir usuários que estejam fora das regras ou que insistam em criar conflitos.


SOMENTE PARA MODERADORES:


A)    Se algum outro moderador banir alguém, você está PROIBIDO (A) de desbanir a pessoa. Devem-se respeitar as ações de outros moderadores. Se você acha que o banimento foi injusto, por favor, tente falar com este moderador em particular. Se vocês ainda assim não entrarem num acordo, entre em contato com um "owner" para que ele dê o veredicto final. Caso seja uma divergência entre dois "owners", o impasse será decidido pela maioria dos "owners". Se você for um moderador e não souber por que ou por quem uma pessoa foi banida, perguntar no Chat, mas jamais desbani-la por conta própria. Quem não seguir esta regra à risca, estará sujeito (a) a perder seu status como moderador e voltar a ser um membro comum. A única e óbvia exceção é se o moderador ou "owner" que baniu a pessoa não estiver no Chat e te pedir para desbanir a mesma. Banimento de "brincadeira" é proibido.

B)   Reclamações freqüentes sobre moderadores que abusam, inibem ou não estão ligados diretamente às normas do Chat criando um ambiente hostil, de fofocas e picuinhas, resultará em retirada do status de MODERADOR pelos administradores do Chat.Lembrem-se que MODERAÇÃO é pra ajudar e não atrapalhar.O moderador que não estiver satisfeito pode entregar seu status a qualquer tempo e hora sem maiores indagações. Afinal a gente tem que fazer aquilo que gosta.

As regras do Chat se estendem a todos os que participam do mesmo, desde os convidados, membros, moderadores, "owners", até o próprio dono, e podem ser mudadas e alteradas com ou sem aviso prévio, por isto esteja sempre atento(a) às mesmas. Violação das regras resultará, dependendo da gravidade, em:

- Advertência
- Expulsão

- Banimento Temporário
- Banimento Permanente


Atenciosamente  

@nannycorreia  e @denisefiletti

Quem somos

A POLICULT  foi criada pela @DeniseFiletti e pela @NannyCorreia com o intuito de promover a cultura. Cultura em seu sentido mais pleno da palavra. A POLICULT discutirá temas voltados para essa temática e divulgará todos os segmentos de cultura espalhados pelo nosso país. A idéia é simplesmente trocar idéia da temática e proporcionar um momento de socialização cultural, já que percebemos que cada cantinho do país tem suas particularidades culturais. Entendemos que essas diferenças não nos torna melhores e muito menos piores, nos torna apenas DIFERENTES.
Sejam bem vindos e sintam-se em casa!