sábado, 18 de junho de 2011

Fotografia: do hobby a profissão

Fotografar significa, além de conhecer e usar os recursos do equipamento e técnicas básicas, ter sensibilidade estética para "olhar" a cena.


“Fotografia faz bem a saúde”. É o que diz o fotógrafo, Igor Grazianno, coordenador da Casa Amarela Eusélio Oliveira. Ele que começou a fotografar por hobby hoje leva a sério a profissão e diz “Nela eu pude juntar o que gosto de fazer com a possibilidade de ganhar dinheiro com isso”.

Ser fotógrafo profissional não envolve somente conhecimento de técnicas, é essencial ter sensibilidade, pois é uma maneira de viver e enxergar o mundo.

Grazianno explica que o mercado de trabalho para fotografia é bastante amplo e cheio de possibilidades “Acredito ser possível viver de fotografia no Ceará - até porque eu vivo de fotografia - pois existem vários nichos. O importante é ser criativo”.

Conforme o fotógrafo, para se colocar bem no mercado é necessário aprimorar a técnica “recomendo a experiência dentro de uma redação de jornal, como fotojornalista ou de um estúdio, como assistente de algum fotógrafo. Na primeira você aprende a trabalhar recortando a realidade. Na segunda você aprende a produzir as imagens, como um engenheiro”.

Para seguir carreira profissional o fotógrafo pode trabalhar em veículos impressos, sites, estúdios (fotografia social, book, moda, fotografia de produtos), escolas de imagem, faculdades, universidades, assessorias de comunicação, agências de comunicação, cinema, vídeo e cinema de animação. “Olhe ao seu redor e veja onde há uma imagem, lá tem trabalho”, comenta Grazianno.

Profissionalização
Não há exigência de escolaridade para fotógrafos, sendo assim uma profissão de livre-formação. Porém, muitas escolas oferecem cursos de fotografia, que podem ajudar o profissional a aperfeiçoar suas técnicas e conhecimentos.

Segundo Grazianno, em Fortaleza, existem diversos locais para estudar fotografia. Um deles é na iFOTO, que traz cursos e oficinas. A Casa Amarela e o Senac também são muito procuradas pelos interessados em fotografia.

Contudo, há várias outras escolas e estúdios que realizam cursos, além das faculdades de comunicação social, arquitetura, moda e design.

SAIBA MAIS

Remuneração
O salário de um fotógrafo raramente tem valor fixo. Depende do segmento escolhido, do equipamento usado, da experiência do profissional e de seu reconhecimento.
Ensino
“Recomendo a experiência dentro de uma redação de jornal, como fotojornalista, ou de um estúdio, como assistente de algum fotógrafo. Na primeira você aprende a trabalhar recortando a realidade. Na segunda você aprende a produzir as imagens, como um engenheiro”.
EM BAIXA

SUCESSO
Antes de conseguir sucesso na carreira o fotógrafo deve se esforçar bastante para conseguir reconhecimento. Portanto, estudar, fazer um bom trabalho e honestidade são imprescindíveis
EM ALTA

MERCADO
Há várias oportunidades, tanto para cursos profissionalizantes como para atuar na área de fotografia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário