sexta-feira, 15 de julho de 2011

Exposição reúne manuscritos importantes

Entre as raridades exibidas está um testamento de 1707

As diversas formas de escrita e sua importância ao longo da história estão expostas na mostra virtual "Manuscritos na História", do Arquivo Público do Estado de São Paulo. Ao todo, 145 documentos foram digitalizados para mostrar as mudanças pelas quais os manuscritos passaram ao longo do tempo no país, além de reunir um conteúdo pedagógico próprio para ser explorado em sala de aula.

Esta é a sétima exposição virtual promovida pelo Arquivo Público e está disponibilizada na internet desde o dia 21 de maio. Em menos de dois meses, mais de 11,5 mil acessos já foram feitos.

“Queríamos dar visibilidade ao material do arquivo, mas voltada ao professores do ensino médio e do ensino fundamental e para o leigo. Queríamos atingir um público mais amplo e que pudesse usar o material e a documentação para aprimorar as aulas e torná-las mais agradáveis”, destacou Lauro Ávila Pereira, diretor do Departamento de Preservação e Difusão do Acervo do Arquivo Público do Estado de São Paulo.

Raridades online
Mas a exposição não chama a atenção somente para os professores ou alunos: os curiosos poderão encontrar no site, por exemplo, um testamento de 1707 e até um poema escrito à mão por Machado de Assis, chamado "Círculo Vicioso". “O objetivo da exposição é falar das características desses documentos ao longo do tempo”, destacou o diretor. Uma das ideias com a exposição é também mostrar que a linguagem manuscrita continua presente na sociedade atual, apesar da intensa produção digital.

“Por mais que estejamos vivendo um período de transição entre o analógico e o digital e as novas gerações se utilizem do digital com maior desenvoltura pode demorar décadas até isso ser hegemônico”, afirmou ele, em entrevista à Agência Brasil.

A escolha de uma exposição virtual para mostrar a importância desses documentos manuscritos na história do país, se deveu, em parte, ao fato do prédio do Arquivo do Estado estar em obras. “Está sendo construído um prédio novo no Arquivo do Estado, com uma área de armazenagem grande e com espaço pré-expositivo e que ficará pronto no final deste ano”, disse ele.

Pereira destacou também o caráter universal da rede mundial de computadores como um dos motivos da escolha desse canal. “A função principal de uma instituição pública é dar acesso ao público do que ela tem sob sua guarda. E hoje, o canal mais dinâmico para isso é o virtual, a internet. As pessoas veem pela internet e ficam curiosas em conhecer a instituição”, disse.

 Abaixo um exemplo dos documentos que se encontram na exposição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário